Certificado DRT

Auditório da FFLCH USP será reformado

Executado em 2001, o principal auditório da FFLCH da Universidade de São Paulo deverá ser reformado ainda em 2008

Por Luiz Guilherme Martinelli, Departamento de Projetos

São Paulo, Maio 2008. Originalmente projetado em 2001 pela OMiD a sala 24, como é conhecida, tinha o carinho especial dos alunos da faculdade. Ele era o principal espaço usado para receber palestras importantes.

A sala sem tratamento é um caixão de concreto com uma laje nervurada, como as típicas salas de aula da USP. As superfícies são muito duras e o tempo de reverberação resultante nessas condições é altíssimo. O tratamento acústico desenvolvido aproveitou as condições existentes. Também conseguiu criar um ambiente bastante vivo e difuso na sala.

Ao longo dos últimos anos, a sala acabou infestada por cupins, que arruinaram todo o tratamento acústico em madeira. Isso colocava em risco quem utilizava a sala. A qualquer momento, algum painel poderia se soltar e cair. A OMiD foi novamente convocada para desenvolver um novo projeto. O desafio é criar um novo auditório com a mesma qualidade acústica, sem o uso de qualquer peça em madeira.

Tecnicamente não é um desafio, há muitas alternativas de material no mercado. Mas a intenção do ambiente é que não seja um auditório convencional. O objetivo é criar uma atmosfera que privilegie tanto o palestrante como a platéia com uma boa acústica e uma ambientação diferenciada.

Os primeiros estudos já foram desenvolvidos juntos à direção da faculdade e assim que sua execução estiver concluída teremos a satisfação de apresentar mais um projeto executado para a Universidade de São Paulo.