Certificado DRT

Como Construir o seu Próprio Home Studio

Como Construir o seu Próprio Home Studio foi tema da palestra de 1 de outubro, ministrada por Omid Bürgin, em seu próprio espaço.

O encontro permitiu que os participantes entendessem os melhores caminhos para tentar resolver os fenômenos acústicos, tanto em salas grandes, quanto em salas pequenas. Estas demandam mais detalhamentos técnicos. Eles saíram animados pois perceberam que, um Home Studio está ao alcance de todos: com baixo ou, alto orçamento.

Omid assinalou que, soluções para acústica não costumam ser baratas, tampouco simples, mas, “se você faz uma sala de captação técnica de qualidade, acaba fazendo qualquer produção musical muito bem”.

Home Studio: primeiros passos

O primeiro passo para que um Home Studio não sofra a interferência de influências externas é a parte mais cara do projeto: o isolamento. “Em um estúdio profissional é preciso que você trabalhe com total independência, sem interferências”. Ele ressaltou, confortando aqueles que possuem baixo orçamento: “Um Home Studio está ao alcance de todos!

Isolamentos razoáveis geram algumas limitações, claro, às vezes à noite. Pode ser que a presença de um avião, caminhão ou, mesmo um vizinho barulhento atrapalhe os seus trabalhos. Mas isso não quer dizer que não dê para trabalhar. O importante mesmo é saber se apropriar dos recursos”.

Omid compartilhou seus conhecimentos de mais de 10 anos de pesquisas, sugerindo isolamentos alternativos que os participantes podem fazer em suas próprias casas. Essas alternativas desempenham a mesma função de soluções extremamente caras, à venda no ramo da acústica.

“Nesta etapa, é importante escolher o material de seu isolamento masi denso possível. Assim, evita-se, por exemplo, a criação de bolsas de ar entre blocos. E mais êxito você obterá com a acústica de seu estúdio”. Dentre as instruções, mostrou soluções práticas para trabalhar com as rebeldes freqüências graves, que “podem interferir em todas as freqüências agudas do ambiente”.

Os participantes levaram fotos de salas reais para que juntos com Omid, conseguissem elaborar alternativas. Para isso, foi preciso obter as dimensões de espaço de cada um deles para se elaborar um breve projeto, compatível com nosso limitado horário. O uso de fórmulas e outras operações numéricas foi indispensável.

Early Reflections

Omid ressaltou a importância das reflexões e o campo reverberante do espaço. Estas são a chave para que a sala técnica consiga provocar a sensação do tão esperado “som bonito”.  As Early Reflections são as primeiras reflexões que ocorrem antes do som se difundir. Segundo ele, “saber criar as Early Reflections é fundamento básico para sua sala ser definitivamente musical. As primeiras reflexões são responsáveis pela sonoridade do seu projeto”.

Os presentes saíram animados com as boas idéias e possibilidades mostradas por ele, que mesmo assim ressalta: O estudo sobre as técnicas é contínuo, pesquisadores continuam trabalhando para aperfeiçoá-las. Assim, cada vez mais alcançaremos o som próximo à perfeição.