Certificado DRT
Produtor Feio na Audio Academy

Produtor FEIO entrega Bolsa de Estudos!

O produtor Sérgio Carrer (Feio), entregou no dia 23/02 a bolsa de estudos BOLSA FEIO ao vencedor do concurso, Tiago da Silva Januário, na OMiD international audio academy. Tiago Januário foi o 1º lugar. Jovani Márcio da Silveira foi 2º lugar.  Sérgio Carrer comentou as músicas dos produtores presentes e ficou surpreendido com a qualidade das produções. Orgulhoso com os produtores responsáveis, brincou: “Dessa maneira, vou precisar trabalhar no Bradesco!”.

O diretor da Academia e Produtor Omid Bürgin também comentou as músicas.  Sugeriu pequenas mudanças para aprimorá-las, enfatizando a importância de cuidar dos detalhes. E ficou muito satisfeito com a qualidade de todas elas.

Em sua palestra, com muito bom humor, Feio comentou os estilos de Produção e deu dicas valiosas para compor e mixar, com boas observações e comentários de Omid. Ele utilizou as músicas vencedoras como exemplo para as dicas de mixagem. Ressaltou a importância de uma mixagem balanceada e limpa, apenas com instrumentos que fazem diferença.

Também lembrou da boa inteligibilidade da voz e dos instrumentos. Ele levantou a questão das letras de boa qualidade, que fazem muita diferença numa produção profissional. “Atualmente (as letras) estão niveladas por baixo”, de acordo com suas palavras.

Ao ser questionado pelo estilo de gravação de Nashville, por Omid, ele comentou o profissionalismo e a rapidez dos técnicos, produtores e músicos de lá. Em apenas 30 minutos, foi possível gravar uma faixa de seus artistas, dando instruções básicas. Diz Omid que ele nunca teve problemas com a pontualidade dos técnicos e os músicos de lá, algo que no Brasil é raro, infelizmente.

Finalizando sua palestra, o Produtor Feio acrescentou que é muito importante estudar, para que não se faça uma produção baseada em chutes. Isso custa muito tempo e dinheiro! Comentou que devemos nivelar a produção musical para o de maior qualidade. Finalizou, dizendo que é necessário “resgatar a música brasileira dos entulhos, o que certamente não é lugar dela.”